[ Ponto Final ] Competição de ‘startup’ 928 Challenge espera duplicar número de participantes este ano

A segunda edição da competição de “928 Challenge”, que visa fortalecer o intercâmbio do empreendedorismo entre os universitários e as empresas ‘startup’ da China e dos países de língua portuguesa, vai abrir as inscrições em Junho. Este ano existem mais instituições de ensino superior a participarem na organização do evento. O coordenador da competição, José Alves, acredita que o número de participantes irá duplicar este ano, até cerca de 1.600 alunos.

O 928 Challenge, competição universitária de ‘startup’ entre os países de língua portuguesa e a China, volta a ser realizada no segundo semestre este ano com uma maior dimensão organizadora, estimando-se que o número de universidades e alunos participantes duplique em relação ao passado. Segundo avançou um dos coordenadores do evento, José Alves, a segunda edição do evento espera atrair a inscrição de 1.600 alunos de aproximadamente 100 universidades.

Com o objectivo principal de “construir pontes entre a China e os países de língua portuguesa através de negócios orientados para a sustentabilidade” e promover o empreendedorismo para jovens, para além das universidades, a iniciativa estará aberta também às empresas ‘startups’ este ano.

Durante a conferência de imprensa realizada ontem, o também representante da Universidade da Cidade de Macau expressou ainda a expectativa de concretizar a realização anual do projecto, não só para dar conhecimento sobre empreendedorismo aos universitários, mas também estimular o investimento e colaborações empresariais, o que terá um foco nomeadamente na Grande Baía e um impacto significativo ao território através desse desenvolvimento.

Está planeado que a competição abra as inscrições em Junho, sendo a mesma gratuita, e as equipas admitidas vão participar num programa de formação de duas semanas (o ‘bootcamp’), onde vão aprofundar os conhecimentos sobre o ambiente de negócio na China e nos países lusófonos. Os candidatos terão de elaborar projectos comerciais para serem submetidos à apreciação e avaliação do júri, professores e de potenciais investidores, cuja apresentação do resultado está agendada para o dia 29 de Outubro.

O nome do 928 Challenge implica a referência a nove cidades da Grande Baía, duas Regiões Administrativas Especiais de Macau e de Hong Kong, e oito Países de Língua Portuguesa. Embora seja uma competição que acolhe candidaturas oriundas dos diferentes cantos do mundo, José Alves observou que a realização do evento não vai ser afectada pela situação da Covid-19, uma vez que isto “não depende da participação com presença física das ‘startups’ e dos alunos”, acreditando que os meios digitais ajudam a disponibilizar acesso sem limite geográfico à iniciativa. Admitiu, no entanto, que tem também a esperança de um eventual alívio das restrições fronteiriças para que os participantes possam vir ao território para apresentar os projectos.

Recorde-se que a primeira edição do 928 Challenge foi realizada em Outubro do ano passado, com a inscrição de 153 equipas, que envolveu cerca de 800 alunos de 51 instituições do ensino superior. Entre os quais, 89 equipas entregaram no final projectos desenvolvidos.

Segundo lembrou o director da Faculdade de Business da CityU, o vencedor do concurso do ano passado foi um projecto de produção de vacinas probióticas para peixes de aquacultura, da Universidade do Porto, tendo já obtido um financiamento concedido pela União Europeia, contudo, devido à pandemia, não consegue vir a Macau.

Quanto ao projecto sobre a medicina tradicional chinesa que ganhou o terceiro lugar na passada edição, apresentado por uma equipa universitária de Cantão, o académico revelou que também já recebeu o fundo para avançar agora a segunda fase de desenvolvimento.

Durante do anúncio e apresentação do evento deste ano, José Alves considerou que a competição é “um esforço colectivo de três partes, as instituições do ensino superior, o Governo e as empresas”, afirmando ainda que existem recursos suficientes em Macau para desenvolver redes do empreendedorismo.

Em termos de entidades coorganizadoras, além do Fórum de Macau, da Universidade da Cidade de Macau, da Universidade das Nações Unidas Instituto em Macau e da Universidade de Shenzhen, a organização do 928 Challenge este ano conta ainda com a parceria da Universidade de Macau, Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau, Universidade de São José, Instituto de Formação Turística de Macau, Universidade de Cantão de Estudos Estrangeiros, Universidade Normal Politécnica de Cantão e Universidade Estadual do Rio de Janeiro.

Não há limite ao apoio financeiro às equipas vencedoras, e as empresas patrocinadoras oferecem também oportunidades de estágios e apoio técnico no desenvolvimento dos projectos escolhidos.

Source: https://pontofinal-macau.com/2022/04/22/competicao-de-startup-928-challenge-espera-duplicar-numero-de-participantes-este-ano/

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Building bridges between China and Portuguese-speaking countries through sustainability-oriented business

Designed by 3UP Digital